Tradução

terça-feira, 23 de julho de 2013

Aposentadoria digna, uma realidade cada vez mais distante

Temos visto através de nossos entes queridos que uma aposentadoria segura e tranquila nos dias de hoje está praticamente impossível, já que a previdência não tem como manter a mesma correção para os pagamentos a seus aposentados, mesmo que estes tenham contribuído pelo valor máximo durante toda sua vida. Dai a existência de diversos cálculos e fatores previdenciários que ano após ano reduzem seus proventos e comprometem a saúde e a qualidade de vida de nossos idosos.

Com isso percebemos que não podemos mais contar somente com a previdência no futuro, uma vez que temos que nos preocupar desde já com essa triste realidade, pois caso contrario não teremos condições de nos sustentar e sobreviver nesta fase da vida. Atualmente aqueles que não se preparam para este momento irão passar por sérios apuros, sofrendo privações, sendo sustentados por seus filhos ou ainda pior recorrendo a financiamentos para poder suprir suas necessidades financeiras, endividando-se cada vez mais.

Portanto a escolha é sua, reclamar da aposentadoria miserável que o governo irá lhe pagar  ou garantir a sua própria renda e também  das próximas gerações.

Infelizmente existem pessoas que não conseguem terminar o mês com um fluxo de caixa positivo, seja porque não possuem as contas em dia ou porque não resistem ao consumismo imposto em nossa sociedade. Para estas pessoas recomendo que façam uma aplicação em previdência privada com aportes mensais em dinheiro, assim estarão garantido o seu sustento primeiro e depois pagando aos outros (impostos, gastos, compras, etc). Embora  não seja a melhor opção, para muitos não poupadores esta será sua única  alternativa!

Para adquirir ativos comece com o primeiro real, pense que a sua aposentadoria é um investimento de longo prazo, já que o dinheiro poupado jamais será gasto e os frutos gerados por esse investimento irão sustentá-lo durante toda a velhice.

Evite gastos desnecessários, invista mensalmente, crie uma aplicação separada das demais, estude! Adquira o máximo de ativos geradores de receita ao longo de sua vida, pois é dessa receita que você irá viver quando não estiver mais trabalhando. Estude, informe-se! Através da educação financeira você poderá escolher os melhores investimentos, tomar as decisões mais acertadas extraindo o máximo de cada investimento. Para cada ativo adquirido seu poder de compra de novos ativos será maior, pois sua renda (salário + retorno do investimento) crescerá como uma bola de neve.

Aproveite enquanto é novo para trabalhar e acumular ativos, pois assim não será obrigado a conseguir um emprego durante a melhor idade para se manter, tendo que trabalhar até a morte. Para facilitar o entendimento criei um exemplo demonstrando o caminho para uma aposentadoria confortável conforme descrito abaixo:
 

Imagine que após um período guardando suas economias você adquire um ativo de R$100.000,00 cuja renda mensal seja de R$1000,00. Após um ano você terá R$12000,00 mais juros aplicados e somando o mesmo valor economizado do seu salário chegaremos a um total de aproximadamente R$24000,00. O que antes levou dez anos para se realizar agora levaria apenas 4 anos.
 
Receita
Valor / Mês
Meses
Imposto
Total c/Juros (1%)
Salário
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo 1
R$1000,00
R$12000,00



SubTotal
R$24000,00
R$2004,75

Após 4 anos
-->
R$96000,00
R$10882,19
R$13665,77

Total


R$209.665,77



Após 4 anos será possível adquirir outro ativo de cem mil reais com renda mensal de R$1000,00 e ainda sobrará R$9.665,77, continuando com a mesma tática de investimentos, após 3 anos você poderá adquirir outro bem conforme o cálculo abaixo:





Receita
Valor / Mês
Meses
Imposto
Total c/Juros (1%)
Salário
R$1000,00
R$12000,00


Rendiment Ativo  1
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo 2
R$1000,00
R$12000,00



SubTotal
R$36000,00
R$4091,01

Após 3 anos
-->
R$108000,00
R$14006,75
R$19390,93

Total


R$327.390,93



Ao adquirir o terceiro ativo em apenas três anos perceba que seu patrimônio crescerá cada vez mais rápido.


Receita
Valor / Mês
Meses
Imposto
Total c/Juros(1%)
Salário
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo  1
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo 2
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo  3
R$1000,00
R$12000,00



SubTotal
R$48000,00
R$6330,58

Após 2 anos
-->
R$96000,00
R$13571,89
R$32298,30

Total


R$428.298,30



Receita
Valor / Mês
Meses
Imposto
Total c/Juros(1%)
Salário
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo 1
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo 2
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo 3
R$1000,00
R$12000,00


Rendimento Ativo 4
R$1000,00
R$12000,00



SubTotal
R$60000,00
R$8250,22

Após 2 anos
-->
R$120000,00
R$17.618,10
R$32.298,30

Total


R$552.134,22


 
Ou seja, em apenas vinte anos você terá uma renda extra de R$5000,00 mensais além de seu salário, sem afetar o seu patrimônio. Continue fazendo isso até se aposentar e você estará ganhando quase o dobro do seu salário neste período, atingindo a independência financeira.


Esse patrimônio irá lhe proporcionar conforto e segurança financeira pelo resto de sua vida e também para as próximas gerações. Esses ativos se administrados com competência poderão garantir a independência financeira de diversas gerações, já que a tendência desse patrimônio é crescer cada vez mais.

Lembre-se não tente usufruir de um padrão de vida maior que o seu, pois estará apenas arrumando mais dívidas e dores de cabeça.

OBS: Vale lembrar que estes cálculos podem ser utilizados de acordo com a renda de cada um, seja para um ativo de dez mil reais ou para qualquer outro valor, pois o importante é acumular o máximo possível ao longo dos anos e viver bem, já que chegar a independência financeira varia para cada um.

Portanto comece desde já a juntar e criar ativos, pois esse patrimônio fará toda a diferença em sua vida e na vida de sua família no futuro. São estes ativos que irão gerar conforto, renda e segurança para sua velhice e para as próximas gerações.

Um comentário:

  1. Ótimo post!
    Gostaria de sugerir um post sobre fundos imobiliários.
    Bjs,
    V. Marmo

    ResponderExcluir