Tradução

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Os cinco passos para o consumo consciente


Muitas vezes estamos andando na rua ou em um shopping e passamos por aquela loja toda enfeitada e com as famosas frases "Liquidação, 50% de desconto, promoção por tempo limitado, Aproveite!!!, Últimas unidades".


Isso muitas vezes soa como música para nossos ouvidos e acabamos entrando e comprando, achando que estamos fazendo um ótimo negócio. E ao chegar em casa, simplesmente abrimos a caixa do produto e o guardamos no armário já abarrotado, esperando para usá-los no momento adequado ou para uma ocasião especial.

O que não percebemos é que não fizemos um excelente negócio e sim gastamos por impulso com produtos que realmente não serão muito utilizados e que esse recurso gasto poderia ser bem melhor aproveitado ou gasto de forma mais inteligente.


Para aqueles que não conseguem se controlar quando passam por essas lojas, seguem cinco frases que podem lhe ajudar a pensar na hora da compra por impulso:
- Eu quero comprar?
- Eu preciso?
- Eu realmente preciso?
- Eu tenho como pagar?
- Eu tenho onde guardar?

Eu quero comprar?
Essa primeira frase lhe ajuda a sair do estado de euforia e analisar essa compra de forma racional, porem na maioria das vezes acabamos aceitando a necessidade da comprar devido a grande sedução que esses anúncios exercem sobre nós.

Eu preciso?
Esse segundo pensamento lhe ajuda a pensar na real necessidade do produto, pois muitas vezes nos boicotamos tentando conseguir justificar algum motivo para compra-lo, seja porque ele está em promoção, é um lançamento, todos seus amigos estão comprando, ou porque está é a ultima novidade do mercado.

Eu realmente preciso?
Na primeira vez que nos perguntamos se precisamos do produto acabamos dizendo sim, quando na verdade ele não é tão necessário, então essa segunda pergunta reforça a necessidade de verificar se realmente precisamos desse produto.


Vale lembrar que todo produto precisa trazer algum tipo de benefício, seja em saúde, tempo, mais dinheiro, maior produtividade, bem estar que o produto irá gerar e não somente o bem estar gerado pela compra.

Eu tenho como pagar?

Essa frase evita o endividamento, acredite, muitas vezes fazemos loucuras para comprar coisas desnecessárias afundando ainda mais em parcelas, comprometendo o orçamento.

Eu tenho onde guardar?


Imagine aquela casa abarrotada de eletrônicos, aquele armário completamente cheio de roupas e acessórios que não são usados, imagine como seria bom para você e sua família morar em uma casa organizada, bonita e com espaço e não em um amontoado de coisas inúteis.

Procure antes de comprar pensar se você realmente precisa daquele produto, e se realmente ele será útil para você e sua família, pois caso contrário será mais uma coisa ocupando espaço em sua casa e lhe causando dor de cabeça. Opte sempre pelo simples, pelo prático, sua vida ficará bem mais agradável. Fazendo isso sua vida ficará mais tranquila e feliz, além de ajudar o planeta e seu bolso a ficarem mais saudáveis.
 
Agora que a compra por impulso pode ser controlada e que o capital que não foi gasto pode ser administrado, imagine o benefício que este capital pode gerar para você ou para sua família? Sendo utilizado com muito mais inteligência seja para a compra de um bem, um sonho, ou até para um produto de seu desejo que agora poderá ser utilizado com muito mais intensidade, pois você já seguiu todos os passos para uma compra consciente e agora com certeza irá utilizar o produto ao máximo aproveitando todos os seus benefícios.


Lembre-se dinheiro foi feito para se gastar porem de forma inteligente e consciente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário