Tradução

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Independência financeira, pequenos detalhes que fazem toda a diferença.


Imagine uma vida tranquila sem se preocupar com emprego ou ter que contar os dias para receber o salário já comprometido com as contas a pagar, viver apenas com seus rendimentos sem ter que depender de ninguém. É verdade!!! Você não está sonhando, isso é mais simples do que parece!
Você deve está pensando, isso é coisa para poucos ou somente para os mais afortunados. Isso não é verdade, visto que é possível conquistar a independência financeira apenas seguindo alguns conceitos simples.
O primeiro passo para seguir esse caminho é entender o conceito por traz desse processo, uma vez que independência financeira não significa riqueza extrema e sim o necessários para uma vida confortável de acordo com seu padrão de vida. Ou seja, conquistar riquezas o suficiente para que tenha rendimentos necessários para manter seu padrão pelo resto de sua vida. Não existe formula mágica ou receita milagrosa para isso, e sim apenas planejamento, perseverança, determinação e controle.
A grande maioria da população não tem o habito de poupar e os poucos que tem poupam com um objetivo de curto prazo, seja para comprar um bem de consumo como uma televisão, geladeira, automóvel ou até mesmo a casa própria, porem não tem o costume de poupar para gerar riqueza e ter uma vida melhor no futuro. 

Já o segundo passo é ajustar seu fluxo de caixa, parece complexo né? Isso significa balancear as entradas e saídas de capital organizando sua vida financeira, ou seja, gastar menos do que ganha de forma que você tenha um equilíbrio nas suas contas e o suficiente para viver com conforto e segurança não esquecendo de uma parte que será investida.  Para isso elimine os gastos desnecessários e supérfluos, e evite as comprar por impulso, isso fará um bem enorme ao seu bolso e a sua consciência também.

Com esse capital que não foi desperdiçado, utilize-o para investir da forma mais apropriada, seja ele em fundos, poupança, ações, o que for mais compatível com seu perfil.  Acredite, esse pequeno esforço pode lhe gerar muitos benefícios amanhã. Veja alguns exemplos claros e o benefício que podem lhe trazer:

Estudos comprovam que existem aproximadamente 2 aparelhos por habitante no país, visto que não conseguimos mais viver sem um celular. Algumas pessoas que trocam de celular todos os anos seja por modismo, necessidade, etc, agora se essa mesma pessoa passar a trocar de celular a cada dois anos e com o valor economizado, investir em algum fundo. Após dez anos fazendo esse processo ele terá recursos suficiente para comprar um carro, somente com o dinheiro economizado da troca de celulares durante esse período, além dos rendimentos.
Mas digamos que você não seja uma dessa pessoas que possui condições para trocar de celular, carro ou qualquer outro gasto que realize com frequência, procure olhar para os seus gastos com mais atenção pois as vezes aquele desembolso adicional que realizamos por impulso no shopping ou no mercado pode fazer toda a diferença. Outro exemplo seria no uso exagerado do celular, na conta de luz, água, etc, procure usar o seu suado dinheirinho da forma mais adequada possível evitando desperdícios desnecessários. Não estou falando de cortar itens essenciais ou o lazer sacrificando sua vida social e de sua família e sim utilizar este recurso de forma mais organizada e consciente.

Aplique este mesmo conceito para bens de maior valor como carros, motos, etc. Você está acostumado a trocar de carro a cada dois anos experimente aumentar esse prazo para 4 anos e invista o valor economizado. Após aproximadamente vinte anos esse valor poupado poderá lhe brindar um apartamento (ou parte dele) ou mesmo uma vida mais confortável com os rendimentos que esse esforço pode lhe gerar.

Veja o poder que tem em suas mãos. Isso se chama juros compostos, o dinheiro trabalhando para você!!!
 
Porem o que seria independência financeira?  Como chegar lá? Como ter o suficiente para não precisar mais trabalhar ou pelo menos ter uma renda extra que possa me dar mais tranquilidade e qualidade de vida?

Independência financeira, se obtém  através do acumulo de patrimônio ao longo do tempo gerando rendimentos suficientes para pagar suas contas. Ter receita através dos rendimentos (renda passiva) que seu patrimônio lhe proporciona, para  manter o seu padrão de vida sem a necessidade de continuar trabalhando. Não estou sugerindo que pare de trabalhar até porque o trabalho é uma forma de nos manter ativos e vivos, mas sugiro ver o trabalho mais como um prazer e menos como a única forma de sustento para você e sua família, diminuindo consideravelmente a pressão e o estresse do dia-a-dia.

Para chegar lá é necessário começar a poupar e fazer com que o dinheiro comece a trabalhar para você ao longo do tempo. É preciso ter a consciência de poupar para sempre e gerar patrimônio já que esse patrimônio irá lhe proporcionar no futuro a tão sonhada independência financeira. Pois no decorrer do tempo você verá seu dinheiro sendo multiplicado através dos juros sobre juros até o momento que o rendimento gerado seja maior que o seus gastos  para suprir o seu padrão de vida, isso não significa estar rico. Imagine pegar uma pequena bola de neve e solta-la de cima de uma montanha, ao descer e chegar ao fundo a mesma terá se tornado uma enorme bola que só cresce. Isso é exatamente o que você está fazendo com seu dinheiro. 

Após alguns anos você terá o suficiente para viver e mesmo assim seu patrimônio não irá parar de crescer melhorando cada vez mais sua qualidade de vida. Não existe formula mágica e sim determinação e a consciência que um pequeno gesto agora pode fazer toda a diferença em sua vida no futuro. Tenha em mente o conceito de poupar para sempre e de usar o seu dinheiro da forma mais consciente e racional possível, afinal o dinheiro é feito para se gastar!!! Porem de forma consciente!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário